quinta-feira, 27 de março de 2008

Degustação...

Segue um trecho do livro "VOCÊ NUNCA OUVIU NADA IGUAL":

Capítulo 2 – E o Livro

Você deve estar se perguntando... Por que ler um livro sobre rádio? Como o rádio pode mudar a minha vida? Ou: “que diabos” faz um cachorro na capa? Você terá as respostas nas próximas páginas.
Posso lhe assegurar que coisas incríveis vêm por aí. Desde o meu primeiro contato com rádio, tanto na locução quanto na produção, achei tudo fantástico. Assim como eu me encantei, percebi o fascínio dos ouvintes por este sistema de comunicação, que faz com que as pessoas viagem sem precisar sair de casa.
Em um rápido comparativo com outros meios de comunicação, o rádio é o único que, ao mesmo tempo, atinge todo o território nacional, todas as classes sociais, analfabetos ou não, e desenvolve a imaginação. Este é o principal ponto que me motivou a escreve esse livro: a imaginação. Com ela vamos para onde e a hora que quisermos, e o mais importante, de graça! Um dos melhores instrumentos para botar em prática a imaginação é o rádio.

Você sabia que o rádio é um dos utensílios que os brasileiros mais têm em casa, junto com o fogão, televisão e a geladeira? O total de residências com rádio, segundo o IBGE, chega próximo aos 50 milhões. Tente imaginar o que esses quase 50 milhões de aparelhos de rádio são capazes de fazer e como eles podem mudar o ser humano.
O maior poder de penetração desse meio de comunicação é na zona rural. Ainda de acordo com o IBGE, o homem do campo prefere o rádio à televisão. O rádio se destaca também entre a população de baixa renda, em 55% dos lares brasileiros onde está presente, a renda familiar não ultrapassa cinco salários mínimos. É com essa grande massa de ouvintes que o rádio pode conversar, ensinar, incentivar, mudar e fazer acontecer.

Será muito interessante dividir com você mais informações sobre esse veículo que está presente em praticamente todas as casas do Brasil.

Vamos verificar nas próximas páginas deste livro, pontos pouco abordados na literatura nacional relacionados ao meio rádio. Em todas as fontes que consultei, muito se comenta sobre história, de fatos ocorridos no dia-a-dia e de técnicas para locução. Senti a falta de informação sobre a parte lúdica do rádio. Então aproveitei e juntei a história e as técnicas para descobrir o rádio de um novo ângulo, ainda pouco explorado. Acredito que “Você Nunca Ouviu Nada Igual”.

3 comentários:

Rosinha Monkees disse...

Watson, minha mãe ainda tem o primeiro rádio que ela comprou na vida e funciona o danado! A gente cresceu ligada em rádio e sem música eu não fico de jeito algum. Ou seja, o rádio é peça fundamental em minha vida!!!!

Rose disse...

Watson!
Estou orgulhosa de você! Parabéns!
Essa história da Rosinha é verdade, eu vi o rádio, inacreditavel como ele ainda funciona. Com certeza Você nunca viu nada igual, ehehehe.
Para nós que somos apaixonados por rádio é um colírio para os olhos.
Sucesso meu amigo.

joacir disse...

Watson! faço das palavras da Rose minhas palavras, e ainda complemento, dizendo que estou torcendo pelo seu sucesso e pelo lançamento de seu livro. E que ele sirva de incentivo para que novos e atuais apaixonados por este mundo fantástico aprendam com suas dicas. Pode ter certeza que nós Locutores e simpatizantes, temos a honra pela iniciativa do companheiro de contar a história de nosso Radio.