15/01/2009

Quem indica amigo é!


O experiente locutor Flavio Siqueira, diz em seu blog:

Se o rádio é um veiculo tão fascinante e de grande importância, carece de boas publicações.
Infelizmente, o que temos de referência no mercado são livros absolutamente desfasados que, no fim das contas, acabam servindo de base para o aprendizado de futuros profissionais.
Por isso fiquei feliz quando soube que um radialista chamado Watson Zucco Weber, lançou o livro chamado “Você nunca ouviu nada igual”.
Nele, o radialista - que também é jornalista e publicitário - destaca a importância do rádio como terapia e estímulo a imaginação, dando dicas de como organizar uma emissora.
“O rádio mudou minha vida quando eu comecei a vê-lo como instrumento de comunicação de massa, não mais como uma caixa de música. Percebi que no ar, somos, acima de tudo formadores de opinião. Podemos dar conselhos que realmente mudam o dia-a-dia das pessoas”, destaca o autor em entrevista a jornalista Fernanda Lima no site Tudo Radio.
Como diria Silvio Santos, ainda não li o livro, mas me disseram que é muito bom.
Pela iniciativa, meus parabéns ao Watson.
Para quem é radialista ou simplesmente quer conhecer mais esse fascinante veiculo, fica aqui minha recomendação.

14/01/2009

As Coisas Insuportáveis do Rádio repercutem por aí...



Dias atrás publiquei as 25 COISAS MAIS INSUPORTÁVEIS DO RÁDIO BRASILEIRO.

O assunto deu muito o que falar nos seguintes blogs:

BLOG DO GABRIEL PASSAJOU

BLOG DO APRESENTADOR CACAU MENEZES

BLOG CAROS OUVINTES

BLOG RÁDIO BASE

BLOG DO LOCUTOR ALEX BAWER DE BRASÍLIA

E rendeu comentários do tipo:

"Caro amigo Watson Weber você relaciona as 25 coisas mais insurportáveis do rádio brasileiro. Companheiro o ser humano tem livre-arbítrio, e não seria o profissional de rádio que ficaria privado de mandar um recadinho para os membros de sua família. Estas 25 coisas consideradas insurportáveis por você não consta em nenhum regulamento, ou Código de Ética. Opinião pessoal sua e a respeitamos.Será que todo ser humano é perfeito? Será que todo profissional de rádio é impecável. Você se considera ou está incluído no rol dos perfeitos, aqueles que não cometem deslizes no rádio? Se sua resposta for sim vamos pedir sua inclusão no Livro dos Recordes. Como profissional de jornalismo e radialista acho que V.Sa. é um tipo de profissional raro no Brasil atual.Vamos lutar por uma rádio de qualidade, mas os pontos primordiais e mais impoertantes não são esses explicitados pelo senhor. Feliz 2009. "- Antonio Paiva Rodrigues

"Me permita incluir na lista o locutor-vaca, aquele que fica mugindo enquanto o entrevistado fala. Imagina que fazendo barulho do outro lado estará sinalizando seu interesse no assunto. Ou, pior, que está compreendendo tudo o que outro diz. O pobre ouvinte-internauta, por sua vez, tendo de se esforçar para ouvir o que realmente interessa." - Mílton Jung, jornalista da CBN São Paulo.

"Realmente música cortada dá nos nervos. Meu, pra que coloca a música se não dá pra rodar inteira?Dependendo da entrevista, é bom pra pegar no sono. Em outros casos, me arrependi de ter fechado os olhos e perdi bons bate papos. LOcutor tem que falar o básico e pronto. Não pode ser do tipo "antena 1 que só fala a hora e a frequência" nem o que fala demais, atrasa tudo e corta a música no meio. Tem comerciais que podiam ainda estar no ar. Gostei muito, por exemplo, do que fala sobre o Museu do Futebol, com algumas imitações do Pelé. Esse é impagável, mas não está mais no ar!" - WAGNER, MAUÁ/SP

"Ele (Watson) esqueceu de citar esses programinhas de hora do almoço, feitos por vários débeis mentais que se acham engraçados." - Wagner, de Florianópolis/SC

"Perguntar não ofende: porque os speakers das FMs, TODOS, eu dissse, todos; falam gritando? Tem uma FM lá no começo do dial, que é um terror: home ou muié, tudo grita!" - Carlos A., de Florianópolis/SC

13/01/2009

Pessoal de Brasília dá uma dica de leitura!


Nesta foto você vê o jornalista Gilberto Amaral, o Ministro das Comunicações Hélio Costa e o locutor Alex Bawer.

Alex, que é apresentador da Rádio Mega FM em Brasília, dá a seguinte dica em seu blog:

"Para os amigos de profissão faço uma excelente indicação para as férias. O livro "você nunca viu nada igual" do Jornalista, Publicitário, Radialista (verdadeiro Bom Bril..Rs...), WATSON ZUCCO WEBER, onde é possível fazer uma reflexão do que ouve e acontece nas rádios atualmente. No livro nos deparamos com situações do dia-a-dia e dicas de extrema importância para os que estão iniciando na profissão e principalmente para os que estão NO AR. "

E por falar em Ministro das Comunicações, uma parte interessante, ainda no blog do Alex, é a definição de COMUNICAÇÃO:
1. Ato ou efeito de comunicar(se). 2. Processo de emissão, transmissão e recepção de mensagens por métodos e ous/sistemas convencionados. 3. A mensagem recebida por esses meios. 4. A capacidade de trocar ou discutir idéias, de dialogar, com vista ao bom entendimento entre pessoas.

Que o ano de 2009 seja de muita comunicação entre os povos e que a mídia dê mais atenção a paz.

fonte: http://www.alexbawer1.blogspot.com/

06/01/2009

AS 25 COISAS MAIS INSUPORTÁVEIS DO RÁDIO BRASILEIRO!





  1. Repórter com celular falhando;

  2. Entrevistas longas;

  3. Rádio que trava na internet;

  4. Rádio com mais comercial do que música;

  5. Emissora que imita outra;

  6. Locutor que imita outro;

  7. Música cortada;

  8. Música ruim tocada mais de 10 vezes por dia;

  9. Locutor chato, que fala demais;

  10. Locutor estilo Sílvio Santos: “oiiiêahm...”;

  11. Locutor-estrela, que se acha mais importante que a própria emissora;

  12. Locutor que gagueja ao improvisar;

  13. Locutor que fala rápido demais;

  14. Locutor que pronuncia errado;

  15. Locutor que fala em cima da música;

  16. Locutor que canta no final da música;

  17. Locutor que sorteia brindes para os amigos;

  18. Locutor que manda abraço para família, ou “um beijo para minha esposa que está me ouvindo agora”;

  19. Locutor que quer entrar de graça nos eventos;

  20. Vinhetas com muitos efeitos;

  21. Comercial mal gravado, ou com aquelas frases: “No nosso aniversário quem ganha o presente é você...”;

  22. Comercial a mais de 3 meses no ar;

  23. Promoções furadas, do tipo: “Não diga alô, diga feliz natal” e o ouvinte atende: “Alô?”;

  24. Horário Político;

  25. E por fim, A Voz do Brasil, na qual a transmissão já deveria ser facultativa a muito tempo!

05/01/2009

Livro é divulgado em mais um blog especializado.

O blog "Aumente o Volume" da jornalista paulista Fernanda Lima reproduz entrevista sobre o livro VOCÊ NUNCA OUVIU NADA IGUAL.
Veja: http://www.fernandanoar.blogspot.com/