31/03/2009

Como vender comercial de rádio.



Segundo o produtor Gabriel Passajou, o profissional de vendas para rádios deve:


01 - Ter disciplina.

02 - Dar atenção ao detalhe.

03 - Acompanhar o cliente .

04 - Ser honesto.

05 - Saber ouvir o cliente.

06 - Estar sempre pronto para o atendimento.

07 - Ter determinação.

08 - Ser cuidadoso e consciente em todas as etapas da campanha.

09 - Sempre prospectar novas oportunidades.

10 - Ser criativo.

11 - Constantemente descobrir novas necessidades dos anunciantes.

12 - Ser flexível.

13 - Amar o que faz.

14 - Desejar sinceramente o sucesso do cliente.

15 - Ter conhecimento do negócio do atual (ou possível) patrocinador.

16 - Ser ético.

17 - Ter metas de execução de tarefas.

18 - Ser organizado.

19 - Gerenciar seu desempenho territorialmente.

20 - Adminimistrar prioridades.

21 - Ser acessível não apenas aos clientes, mas a todos os setores da rádio.

22 - Aceitar as próprias falhas e sucessos pessoais.

23 - Ter espírito motivador.

24 - Ter foco. Você sabe o que quer e o que precisa fazer, faça.

25 - Saber e aplicar as técnicas básicas de venda.

26 - Ser persistente.

27 - Procurar fazer sempre o melhor possível.

28 - Cumprir todas as promessas.

29 - Ter apresentação impecável.

30 - Evoluir. Ser cabeça aberta.

31 - Preparar-se com antecedência em todas as situações.

32 - Comprar livros, assistir palestras sobre vendas.

33 - Ter grandes habilidades de comunicação (se não tiver, volte ao item 32)

34 - Ficar ao lado do cliente até o serviço ser completado com sucesso.

35 - Saber a pronúncia certa do nome do negócio do anunciante.

36 - Ser orientado para os resultados.

37 - Ter atitude proativa.

38 - Manter uma boa base de dados (Nome, telefone, fax, email, site, etc.)

39 - Ir para rua cedo. Chegar na emissora tarde.

40 - Prometer pouco e entregar muito.

41 - Se colocar na pele do cliente. Ter a perspectiva dos que anunciam na rádio.

42 - Antecipar e eliminar problemas antes que eles aumentem.

43 - Ser previdente. Jamais “contar com o ovo dentro da galinha”.

44 - Ser discreto. Nunca relatar assuntos internos da emissora ao anunciante.

45 - Ter lealdade à rádio, ao cliente e à si mesmo.

46 - Ficar em contato constante com seu portfólio.

47 - Não encarar rejeição como algo pessoal.

48 - Estudar a concorrência. Da rádio e dos clientes.

49 - Acompanhar o resultado da campanha nas vendas do aunciante.

50 - Vender idéias, benefícios e soluções, não spots ou pacotes.


fonte: http://gabrielpassajou.com

27/03/2009

Paraibano surpreende-se com o livro!


O radialista e poeta paraibano Joseilton Gomes, o Ikeda, deu um depoimento muito interessante no seu blog sobre o livro VOCÊ NUNCA OUVIU NADA IGUAL:

"Ando muito ocupado na produção do programa de rádio Conexão 90 Graus (Guarabira FM), gravando spots e cumprindo minhas obrigações na Universidade Estadual da Paraíba, mesmo assim fui convencido a adquirir um exemplar do livro “Você nunca ouviu nada igual – Como o rádio pode mudar a sua vida”, uma obra do Watson Zucco Weber, Pós - graduado em Novas Mídias, Rádio e TV (FURB), locutor, redator e produtor de áudio para TV e rádio. Confesso que devido ao baixo custo, pensei que a referida literatura não tinha muita coisa a acrescentar na minha vida profissional. Mesmo assim comprei e não me arrependi. Ao receber o livro em casa, comecei a perceber que ele é bem direcionado e objetivo na apresentação de alguns detalhes que muitas vezes passam sem percepção por muitos profissionais da voz. Além de fazer uma rápida síntese sobre a história do rádio, Watson Weber comenta também como esse veículo fascinante pode mudar a vidas das pessoas. Nos demais capítulos, o autor versa sobre segmentação, o rádio do futuro, como deve ser a vida de Locutor, técnicas que devem ser empregadas no cotidiano de quem faz locução, meios de manter um significativo número de publicidades, como atrair anunciantes, em fim, o material é realmente capaz de motivar quem gerencia e quem é gerenciado. No final de cada capítulo, WW apresenta lições para a vida. Quem deseja crescer no rádio, deve ouvir e gravar outros profissionais mais experientes, como também, absorver o conteúdo válido de livros escritos por quem realmente entende do assunto. Os demais profissionais da nossa emissora e do nosso município deveriam descobrir o que ainda está encoberto a partir da leitura de livros como “Você nunca ouviu nada igual – Como o rádio pode mudar a sua vida”. Os que leram não se arrependeram. Eu já li. Agora é a sua vez!"

26/03/2009

Tipos de locutor

Para descontrair, eu fiz uma listinha básica dos 15 tipos de locutores que existem por aí.

Locutor Estrela – Não precisa aprender mais nada. Só porque tem anos de experiência, acha sabe tudo. É um sujeito difícil de trabalhar.

Locutor Placa-mãe – Considera-se o melhor de todos. É praticamente o dono da rádio. Afirma que é ele que traz audiência para emissora.


Locutor Senha – Só faz o que quer. Só anuncia os produtos ou lojas que gosta. Poucos tem acesso a ele. Só fala com quem lhe interessa.

Locutor Banda Larga – Fala mais rápido os nomes das músicas do que narrador esportivo narrando um gol.

Locutor Linha Discada – Monótono, faz o ouvinte dormir. “Eu queria aproveitar.... né... então... quero aproveitar essa música...”

Locutor Orkut – É amigo de todo mundo. “Quero mandar um abraço pro meu amigo, o prefeito municipal João da Silva.”

Locutor E-mail – Fala demais e pouco se aproveita.

Locutor Funcionário Público – Não está nem aí para a rádio. Entra no ar, cumpre o horário e vai embora.

Locutor Telemarketing – Fala sempre a mesma coisa.

Locutor Costinha – Está sempre rindo.

Locutor Veludo – Dá uma tossida e imposta a voz para ficar mais grave.

Locutor Alarme – Grita mais do que fala.

Locutor Tapaburaco – Está no ar só porque ainda não encontraram outro.

Locutor Record – Não tem estilo próprio. Só copia.

Locutor Brasileiro – Este é o mais comum de todos, dá sempre um jeitinho pra fazer de tudo um pouco. De vez em quando, se aproveita da profissão para entrar de graça nos eventos.

O pessoal da Comunidade "Locutores" do Orkut lembrou de mais uns tipos:

Locutor chiclete - gruda no horário e acha que nunca mais vai sair do AR

Locutor porrada - mete o pau em todo mundo, mas não admite ser criticado. É o chamado dono da verdade...

Locutor love - só trabalha almejando conquistar as menininhas e até coroas desiludidas...

Locutor de fachada - Diz que é locutor profissional, mas nem sabe o que isso significa.Trabalha de graça, ou por qualquer trocado, isso quando não propõe a famosa "troca de vós".No mundo virtual, está presente em todo lugar, alastrando-se como um vírus.Invade o mercado de trabalho alheio, sem nenhuma cerimônia, afinal precisa ficar "conhecido" a qualquer preço, ou até mesmo, sem qualquer custo. Figurinha carimbada, este indivíduo pode ser facilmente reconhecido, é só atentar para seu belo português, escrito, falado ou "locutado", não importa, já que em quaisquer modalidades ele é um verdadeiro FIASCO !

Mande também sua sugestão através de "comentários".

17/03/2009

Como Fazer Um Comercial de Rádio Funcionar.


É muito difícil em apenas 30 segundos conseguir chamar a atenção do ouvinte e ainda conseguir convencê-lo da compra. Por isso eu desenvolvi, junto com dicas preciosas do produtor de áudio Gabriel Passajou (http://gabrielpassajou.com/), uma cartilha para orientar você de como um comercial de rádio deve ser para funcionar de verdade.
1. A melhor estratégia antes de começar a produzir o comercial é sempre conversar com o dono ou responsável da empresa. Procure saber como ele deseja o comercial, qual o estilo de locução ou trilha ele imagina que melhor representa seu estabelecimento.
2. Defina o objetivo do spot: se é para vendas diretas, para divulgar uma marca, para conhecer uma loja, convidar para um evento, etc.
3. O texto deve ser de acordo com o perfil do público–alvo.
4. Dê sugestões para o cliente ou para o redator de uma melhor colocação de palavras.
5. Mencione o nome do cliente várias vezes.
6. Use todas as suas armas para prender o ouvinte. Efeitos sonoros, música, vozes engraçadas e imitações. Mas cuidado com muita explosão ou laser para não poluir a mensagem.
7. Cuidado com pronúncia de nomes, e com erros gramaticais, principalmente concordância verbal e nominal.
8. Use linguagem simples. Quanto menor as frases, maior a possibilidade de uma boa interpretação do locutor. Espremer um texto de 45 segundos em 30 também é sempre um desastre.
9. Nunca tente “forçar a barra” quando o texto e o locutor escolhido não combinam.
10. Vá direto ao ponto! Diga o que o ouvinte espera na primeira frase. Uma promoção, por exemplo. Outra opção para começar o spot é com uma pergunta. “Está precisando de um colchão novo?”
11. Use palavras como “Agora” e “Hoje” quando anunciar uma venda. O rádio é o melhor veículo para evidenciar o imediatismo. Use esse poder.
12. Explore também a imaginação do ouvinte. “Ilustre” a sua mensagem com detalhes especiais.
13. Use palavras que levem emoção. Toque direto no coração do ouvinte.
14. Divulgue apenas um número de telefone, mesmo se existirem vários. Se você citar 2 telefones, o ouvinte não decora nenhum.
15. Crie frases novas.
16. Feche a mensagem induzindo o ouvinte a comprar.
17. Depois do comercial pronto, ouça bem baixinho, simulando a situação real de alguém ouvindo rádio como som ambiente. Se a voz está audível, clara e transparente; o comercial está bem feito.

Este artigo foi publicado também em:




Se você também quiser publicar, cite a fonte.

(foto meramente ilustrativa: Adriana nos estúdios de Paulinas - COMEP, em São Paulo)

Quer mais?

✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE: https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO: https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA: https://bit.ly/2vIsLI3

12/03/2009

Curso de Rádio em SP presenteia aluno com o livro!

No mês de fevereiro, Fernanda Lima ministrou um curso de treinamento intensivo em rádio no Senac da Lapa, que é a unidade-referência em São Paulo na área de comunicação.
E o resultado após 2 semanas: 100% de aproveitamento e 15 alunos felizes.
E para finalizar, Gabriel (na foto junto com professora Fernanda) foi o sortudo que concluiu o curso e ainda levou pra casa, de presente, um exemplar do livro VOCÊ NUNCA OUVIU NADA IGUAL.
Existe curso de locução também em Santa Catarina. Saiba mais.

10/03/2009

Novidade: Assessoria Artística para Rádios!


Porque uma rádio que toca boas músicas, opera com ótimos equipamentos, conta com bons locutores, tem um baixo faturamento? Será que o foco do problema está nas vendas?Normalmente não.
Para uma emissora deslanchar tem que primeiro organizar a sua programação.
Tocar músicas, toda a rádio toca. Saber tocá-las da maneira certa é o diferencial que vai fazer você conquistar cada vez mais ouvintes e anunciantes.
Sentindo a falta de profissionais especializados nesse setor, estamos a disposição. Nosso objetivo é orientar, organizar, regionalizar e fornecer toda a programação necessária para sua rádio virar um sucesso!

Pacote de Serviços:
FORMATAÇÃO DE PROGRAMAÇÃO;
CRIAÇÃO DE PROGRAMAS;
INSTALAÇÃO DE SOFTWARES;
ORIENTAÇÃO DE LOCUTORES;
SUGESTÕES PROMOCIONAIS;
MANUAL DE PROGRAMAÇÃO;
CD COM TRILHAS SONORAS;
PACOTE BÁSICO DE VINHETAS;
Mensal: SEQUÊNCIA MUSICAL DIÁRIA (aprox. 290 músicas/dia);
Mensal: ATUALIZAÇÃO MUSICAL/LANÇAMENTOS (aprox. 30 músicas/mês);
Opcional: PRODUÇÃO DE PROGRAMETES;
Opcional: GRAVAÇÃO DE SPOTS MENSAIS;
Opcional: VINHETAS CANTADAS.
 
Para mais informações, mande um e-mail: watson@vinte.net , ligue (47) 3340 22 20 ou deixe um comentário.