segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O Foco do Rádio

Estava lendo em uma revista especializada que no processo de vendas temos que focar o relacionamento e o apoio ao cliente na resolução de seu problema, não na venda em si. Ou seja, não focar na transação financeira onde um compra outro vende, mas no resultado que aquela venda vai trazer para o cliente. Venda deve ser muito mais do que uma negociação, deve ser uma consultoria.

Na hora de fechar as contas do ano e analisar os números do que foi gasto e o que foi recebido, muito donos de rádios quebram a cabeça para descobrir onde erraram. Têm empresários que comandam sua rádio como uma empresa, visando somente lucros e esquecem que o real objetivo da radiodifusão é levar entretenimento e informação ao seu povo. Claro que a rádio tem que gerar lucro, mas esse não deve ser o objetivo, deve ser a conseqüência. Devemos focar o processo, não o resultado.

Funcionários bem pagos e motivados trazem lucro à empresa. Funcionários mal pagos e obrigados a sobreviver de comissões sobre vendas costumavam estar sempre desmotivados. Por isso que no fim de ano, muita rádio fecha no vermelho.

A rádio não deve pôr a culpa nos locutores pelo baixo faturamento. A emissora deve dar boas condições para o locutor trabalhar bem e conquistar novos ouvintes. È assim que a rádio vende e fatura mais.

Quando comecei em rádio eu vivia motivado, fazia o que gostava e ainda recebia um salário no final do mês. Quer coisa melhor? Não foque no dinheiro, foque no trabalho bem feito.

Nenhum comentário: