29/06/2010

Qual o som que mais te agrada?

Muito interessante o artigo da colunista do Grupo RBS, Marta Medeiros.

Ela fez uma lista de sons que nos confortam:
  • Choro na sala de parto. Seu filho nasceu.
  • Para pais que possuem adolescentes baladeiros: o barulho da chave abrindo a fechadura da porta. Seu filho voltou.
  • A voz no alto-falante do aeroporto dizendo que a aeronave já se encontra em solo e o embarque será feito dentro de poucos minutos.
  • O sinal, dentro do teatro, avisando que as luzes serão apagadas e o espetáculo irá começar.
  • O telefone tocando exatamente no horário que se espera, conforme o combinado. Até a musiquinha que antecede a chamada a cobrar pode ser bem-vinda, se for grande a ansiedade para se falar com alguém distante.
  • O barulho da chuva forte no meio da madrugada, quando você está no quentinho da sua cama.
  • Uma conversa em outro idioma na mesa ao lado da sua, provocando a falsa sensação de que você está viajando, de férias em algum lugar estrangeiro. E estando em algum lugar estrangeiro, ouvir o seu idioma natal sendo falado por alguém que passou, fazendo você lembrar que o mundo não é tão vasto assim.
  • O toque do interfone quando se aguarda ansiosamente a chegada do namorado. Ou mesmo a chegada da pizza.
  • O aviso sonoro de que entrou um torpedo no seu celular.
  • A sirene da fábrica anunciando o fim de mais um dia de trabalho.
  • O sinal da hora do recreio.
  • A música que você mais gosta tocando no rádio do carro. Aumente o volume.
  • O aplauso depois que você, nervoso, falou em público para dezenas de desconhecidos.
  • O primeiro eu te amo dito por quem você também começou a amar.
  • E, em tempo de irritantes vuvuzelas, o som mais raro de todos: o silêncio absoluto.
Fonte: http://www.clicrbs.com.br/jsc/sc/impressa/4,1147,2950322,14970

23/06/2010

Brasil ganha primeiro ouro no Rádio.



A Lew'Lara\TBWA faz história no Festival de Cannes 2010. O "Dial", criado para Cultura Inglesa, faturou o primeiro Ouro do Brasil em Radio Lions, categoria que é disputada em Cannes desde a edição de 2005.

A peça consistia na exibição no dial dos carros de um texto com a tradução para o português da música em inglês que estava sendo tocada. A ação contou com a participação da Radio Oi.

Além disso, o País receberá outros dois bronzes no Radio Lions 2010. Um para a campanha de dois spots ("Vamos lá, que música é essa" e "Eu não consigo lembrar a música") criada pela Ogilvy para Motorola, com produção da Satelite, e outro pelos dois spots ("Amigos" e "Casal" ) criados pela AlmapBBDO para Saveiro, da Volkswagen, com produção de A Voz do Brasil.

Clique aqui para ver como foi feita a ação premiada.

Fonte: M&M Online.


Autor do livro é também é apresentador.

Assista alguns trabalhos de Watson Zucco Weber como apresentador de TV:


15/06/2010

Comunicação atrás das grades.


A Cadeia Pública de Votorantim, São Paulo, tem o primeiro programa de televisão produzido por detentas no Brasil. O TV Cela é transmitido desde 2009 pela TV Votorantim e por outros 48 canais comunitários pelo estado, e aborda temas como direitos humanos, saúde pública e a rotina das presas.
Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o projeto tem como objetivo ressocializar as detentas e resgatar a autoestima, como declarou o coordenador do TV Cela, Werinton Kermes.
O programa produzido pelas detentas é uma mistura de talk show e documentário, e tem blocos com 30 minutos cada e a presença de um convidado, escolhido pela produção. As gravações são realizadas com três câmeras emprestadas pelo Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (Ceunsp).
A repercussão do projeto teria mudado a vida das detentas. "Quem está lá fora pensa que na cadeia só tem gente sem instrução e ignorante. Nós estamos mostrando que não é assim", disse Alessandra Laquima, presa há quatro meses e produtora do programa.
Todas as detentas que participam da produção do TV Cela cumprem pena por tráfico de drogas ou associação ao tráfico. A Cadeia Pública de Votorantim abriga 150 mulheres, mantidas em um espaço feito para caber 48.

Mais informações: http://projetotvcela.blogspot.com/
Fonte: Portal Imprensa/Nas Ondas do Rádio Web.

11/06/2010

Rádio Brasileiro cresce em faturamento.

Segundo informações divulgadas pela Abert, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV, entre as mídias tradicionais, o rádio foi a que mais cresceu em 2009 no país. A pesquisa feita pelo Projeto Inter-Meios, da Meio & Mensagem apontou que o rádio registrou aumento de 9,4% no faturamento em 2009, quando comparado com o ano anterior. Em valores absolutos, a porcentagem representa um faturamento de R$ 987 milhões. A TV aberta foi a segunda colocada em crescimento, com 7,6%. Segundo a mesma pesquisa, os guias e listas, assim como jornais e revistas apresentaram uma queda no faturamento em 2009. As chamadas mídias tradicionais são TV, rádio, jornal, revistas e guias/listas.

Fonte: Caros Ouvintes.

Foto: Antena da Rádio Tucunaré (MT)


04/06/2010

Saiba Mais Sobre Comunicação Persuasiva.


Esta semana o autor do livro VOCE NUNCA OUVIU NADA IGUAL foi entrevistado pela acadêmica de jornalismo e comunicadora Rose Leite, para disciplina de Redação Jornalística do Curso de Jornalismo do Ibes/Sociesc (Blumenau). O tema foi a palestra de Comunicação Persuasiva.
Acompanhe:
O que despertou em você o interesse pela comunicação?Watson: Acho que o que despertou foi a facilidade que eu tinha, e ainda tenho, de imitar as pessoas. Isso chamava a atenção dos meus amigos. Esse diferencial me fez acreditar que poderia investir nessa área. Com uns 17 anos comecei a treinar em casa, gravava minha voz e ligava para emissoras de rádio para saber o que deveria fazer para ser locutor um dia.

Como você se tornou palestrante?
Watson: Depois de formado na área (Publicidade e Propaganda/FURB), pós-graduado em Rádio, TV e Novas Mídias, e trabalhando em rádio, recebi um convite em 2007 de uma escola de comunicação (Viax Educação) para lecionar locução junto com outros especialistas. Os alunos começaram a elogiar meu método e a partir daí a própria escola começou me indicar como palestrante. Os amigos, professores e alunos universitários, que ficaram sabendo que eu lecionava, também me indicaram para dar palestras sobre rádio, locução, comunicação persuasiva, comunicação verbal e oratória. A publicação do meu livro “Você Nunca Ouviu Nada Igual – Como o Rádio Pode Mudar a Sua Vida” em 2008 também foi importantíssimo nesse processo.

O que é a comunicação persuasiva? Pra que serve?Watson: A comunicação persuasiva é a comunicação que funciona. Uma coisa é você tentar se comunicar, outra, é você conseguir se comunicar bem, de forma a obter um feeback, uma reação do seu receptor.
A persuasão chega a ser mais importante que o convencimento. No convencimento a pessoa foi con-“vencida”, às vezes até por algo em troca. Na persuasão a pessoa fica encantada com você, e faz o que você sugere por empatia, sem obrigação.
A comunicação persuasiva serve para que você fazer parceiros duradouros, através de palavras bem faladas.

Em que setores posso aplicar esse método?Watson: Em vários setores da nossa vida, seja em uma venda, com sua equipe no trabalho, ou nos seus relacionamentos interpessoais. Até para conquistar um emprego ou para ser promovido você pode usar a comunicação de forma persuasiva.

Funciona mesmo?Watson: Se a sua comunicação persuasiva for feita com o coração, acreditando em você mesmo, não tem como dar errado.

Qualquer pessoa pode falar em público?Watson: Sim, é tudo questão de praticar. Quem não tem o dom para pintar, não pode aprender? Então quem não tem o dom da oratória pode aprender a falar em público. É natural que algumas pessoas tenham mais facilidade que outras, vai depender da criação, traumas na infância, autoestima. Mas mesmo assim, a timidez pode ser contornada com treinamento e força de vontade.

O que é oratória?
Watson: É a arte de falar com as pessoas. Como é uma arte todos tem uma percepção diferente dela e podemos interpretá-la de várias formas. Eu posso achar um orador bom, posso gostar de ouvi-lo e você pode detestar o mesmo. Tudo vai depender do carisma do orador.

Como devo me preparar para falar em público?Watson: De várias formas, mas o primordial é ter foco. Foco desde a preparação do texto, imaginando se as pessoas vão gostar de ouvir aquilo. Pensar bem na roupa que você vai usar, na maquiagem, chegar no local cedo, testar os equipamentos. Tudo isso influencia na preparação. Depois é só estudar e manter concentração no seu assunto quando estiver falando.

Existe alguma técnica para não sentir medo?

Watson: É difícil alguém não sentir medo nenhum. O medo faz parte da nossa vida. Serve para nos deixar atentos. É bom ter um certo medo para nos manter alerta. Existem técnicas para reduzir o medo. Bote na sua cabeça que ninguém é melhor que ninguém. Esqueça o que vão pensar de você, porque todos são seres humanos e todos têm sofrimentos iguais ou pior que os seus.

Se der branco?
Watson: Seja sincero, diga que esqueceu e tente lembrar depois. Para não passar por essa situação prepare-se bem, siga um roteiro e concentre-se.

O que é preciso para ser um bom comunicador persuasivo?
Watson: Acreditar que tudo é possível. Dar o seu melhor. Falar com paixão. Ser natural e verdadeiro. Sinceridade é fundamental, e as pessoas percebem isso nos seus olhos. Tem uma frase, de minha autoria, e que falo nas palestras para as pessoas anotarem e lerem antes de uma apresentação em público: “Eu gosto do que eu faço, domino meu assunto, sou otimista, passo confiança e uso a criatividade.”

Agora uma dica do palestrante para quem quer iniciar na comunicação.
Watson: Ouça mais. Ouvindo mais você aprende com quem já sabe e consegue lidar melhor com cada tipo de ser humano.