terça-feira, 26 de novembro de 2013

Convencendo o Ouvinte pelo Verbo.

Bela declaração do jornalista Laudelino José Sardá:

"O rádio é divino. Prevalecem o verbo, a mensagem. Você pode estar de bermuda, descalço. E até nu no estúdio. Não importa. O que vale é a sua capacidade de convencer o ouvinte pelo verbo, pelo conteúdo. Não vale a empolgação pela gravata, lábios avermelhados, penteados exclusivos. Nada disso interessa ao rádio. A afetividade pelo verbo. Espetáculo verdadeiro! Nada de espetaculizar a informação. É por isso que o rádio vence os desafios da tecnologia. A televisão impressionou, revolucionou, mas não acabou com o rádio. E as mídias sociais estão fragilizando as tevês e os jornais impressos, enquanto o rádio foi o primeiro veículo de massa a aprender rapidamente a conviver no ciberespaço."

Nenhum comentário: