quarta-feira, 8 de abril de 2015

Você é um Locutor Profissional ou Aventureiro?

Se você é um bom locutor, tem qualidade, estuda, participa de treinamentos, recicla conhecimento, investe em equipamentos, paga impostos, analisa o mercado, faz e refaz a gravação até ficar boa, pode cobrar o valor justo que seu serviço vale. Mesmo assim, muitos irão considerar você um locutor caro.

Se o seu concorrente não tem os diferenciais que você tem, consegue cobrar bem mais barato que você.

Aí temos uma seleção natural do mercado. Quem não consegue pagar um profissional, opta por um locutor aventureiro.

Locutor aventureiro é aquele que os amigos dizem que ele tem uma voz bonita e devia trabalhar em rádio. Ele acredita. Todo empolgado o sujeito compra um computador em 12 vezes na Casas Bahia, um microfone “profiçional” no Mercado Livre, baixa os programas piratas na Internet e pronto. Tá montado o estúdio! Dá até pra cobrar “5 pila” por locução. Começa divulgando suas mega produções no Facebook e os amigos comentam: “Que show! Logo você vai estar na Globo!”

O rapaz não sabe nem ler direito a língua portuguesa, não consegue interpretar um texto, imposta a voz para imitar os radialistas da sua cidade, coloca um grave na locução através de softwares de edição e passar a acreditar que é um locutor profissional, quem sabe até um membro do Clube da Voz.

Aí o amigo que tem um mini mercado contrata este locutor para gravar um som de rua. Não fica tão bom quanto esperava, mas tudo bem, pelo preço, não dá pra exigir muito. Tirando os errinhos de português, até que ficou legalzinho. Depois o dono do mercadinho fica se perguntando por que o seu comércio nunca cresce, por que as pessoas comentam que seus produtos não tem qualidade, por que o povo está deixando de comprar ali, a culpa deve ser da crise, só pode.

Um dia o dono do mercadinho ouve um comercial do supermercado da cidade vizinha na rádio e gosta muito. Conversando com o pessoal da emissora descobre que a gravação do concorrente custou 10 vezes mais. “Que roubo, não vale a pena, pra que gastar tanto se conheço um cara que faz bem baratinho!”, pensa ele. Pois é, hoje ele continua se perguntando por que o seu mercadinho nunca cresce...

Então, amigo locutor, se você é profissional, não se preocupe tanto com os aventureiros. Tem espaço para todo mundo. Existem mercadinhos e grandes magazines. Você deve cobrar o quanto você acha que seu trabalho realmente vale. E ponto final.

Nenhum comentário: