27/05/2015

Seja o Dono da Comunicação.


Já reparou que há diferença quanto é o dono ou é o funcionário que estão atendendo no caixa de um restaurante? O dono olha tudo a sua volta. Funcionário olha só para baixo.

Quando o dono está no caixa e você vai pagar com uma nota de R$ 50,00, ele sempre dá um descontinho.
Quando o funcionário está no caixa e você vai pagar com uma nota de R$ 50,00 ele faz cara feia, olha a nota contra luz, passa caneta especial para ver se a nota é falsificada, ainda dá uma raspadinha na nota para ver se sai a tinta, e pergunta: “Não tens nada de moedinha para ajudar?”

Quando o dono está no caixa e você vai pagar com cartão de débito, você informa o que o cartão é para passar no débito e ele passa exatamente como você pediu.
Quando o funcionário está no caixa e você vai pagar com cartão de débito, você informa que quer passar no débito, ele insere o cartão, digita o valor e pergunta: “Débito ou crédito?”

Quando o dono está no caixa e tem fila, ele faz a fila fluir, atende uns 3 ao mesmo tempo, com sorriso no rosto, perguntando se foram bem atendidos, se querem mais alguma coisa.
Quando o funcionário está no caixa e tem fila ele fala: “Pessoal vamos se organizar aí, um de cada vez, ninguém vai morrer se esperar um pouquinho.”

Quando você está fazendo uma comunicação, coloque-se como “dono da situação”. Tenha postura de dono. O dono tem segurança para falar. Resolve e não atrapalha. Antevê os problemas e é gentil.

Além do mais, quem é bem atendido se sente bem e volta a fazer negócios. Quem recebe a comunicação de forma clara, também.

20/05/2015

Vídeo: Grandes Comunicadores Começam Pequeno.

Não desanime.
Grandes astros da comunicação brasileira começaram errando, devagar e foram se aperfeiçoando com o passar do tempo.
Quem diria que ao assistir Patrícia Poeta nestas gravações amadoras poderia afirmar que ela chegaria a apresentar o telejornal de maior audiência do País?
Ninguém nasce pronto. Então treine, estude e boa sorte!

13/05/2015

Os 6 Princípios da Persuasão.


Comunicação não é o que você fala, mas sim o que os outros entendem. E para sua comunicação dar mais resultados, a sua comunicação deve ser persuasiva.

Robert Cialdini, uma das maiores autoridades sobre o tema no mundo, professor emérito de Psicologia e Marketing da Universidade do Estado do Arizona (EUA) e autor do best-seller “As armas da persuasão”; defende que a persuasão é formada por seis princípios:

1. Reciprocidade. 
As pessoas devolvem o tipo de tratamento que recebem de você. Fale no mesmo tom de voz, utilizando a mesma linguagem do outro.

2. Escassez. 
As pessoas vão tentar aproveitar as oportunidades que você tem a oferecer-lhes que são raras ou estão diminuindo em disponibilidade. Comente que este momento é especial e único, o momento é ideal para tomar a atitude que você propõe.

3. Autoridade. 
As pessoas serão mais persuadidas por você quando, para elas, você mostre conhecimento e credibilidade sobre o tema. Estude mais, domine o seu assunto.

4. Compromisso. 
As pessoas vão sentir a necessidade de cumprir com o seu pedido, se ele for coerente com o que elas se comprometeram publicamente na sua presença. Mostre responsabilidade.

5. Simpatia. 
As pessoas preferem dizer 'sim' ao seu pedido à medida em que elas te conhecem e gostam de você. Não há surpresa nisso. Abuse da alegria, da energia positiva e do sorriso.

6. Consenso. 
As pessoas estarão propensas a dizer 'sim' ao seu pedido se você lhes der provas de que pessoas como elas dizem 'sim'. Dê exemplos, mostre resultados.

06/05/2015

Vídeo: Faltam Dubladores Profissionais no Brasil?


Nesta matéria do site UOL entenda porque as dublagem no Brasil estão sendo tão mal feitas.
E tire suas próprias conclusões.