19/03/2019

Chicletes Podem Ajudar na Locução.

Um estudo do Blog Waw!Supercomunicador em sites especializados, conclui que a mastigação de chicletes pode trazer benefícios antes de uma locução longa ou de uma apresentação oral.

Segundo nossa pesquisa, a mastigação de chicle de bola:

1. Aumenta a resistência da fala prolongada;

2. Aquece os músculos da face e boca;

3. Melhora a articulação das palavras;

4. Lubrifica a garganta (evitando o pigarro);

5. Alivia a ansiedade e o stress (os níveis de cortisol presentes na saliva dos mascadores podem ser até 16% mais baixos);

6. Auxilia na memorização devido ao aumento da circulação do sangue e oxigênio no cérebro;

7. Acalma. Quando se está nervoso e começa a mascar chicletes, seu cérebro pensa que você está se alimentando, e seu corpo relaxa, pois ninguém se alimentaria em uma situação de risco;

8. Socializa. Teste com voluntários comprovaram que pessoas mascando chicletes tendem a parecer mais simpáticas;

9. Disfarça o mal hálito;

10. Pode até auxiliar na limpeza dos dentes e combate as cáries. A estimulação da produção de saliva diminui a acidez dentro da boca e os dentes ficam menos vulneráveis às cáries;

Só não esqueça de tirá-lo antes de começar a falar. Importante também salientar que o uso excessivo desta guloseima com o estômago vazio pode desencadear gastrites e úlceras.


Quer aprender mais sobre locução?


✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3

 

12/03/2019

11 Formas Impressionantes de Comunicação Que Eu Vi Nos Estados Unidos.


Voltei de uma viagem de 2 semanas com a família na Flórida, Estados Unidos. Lá eu vi muitas coisas que são comuns pra eles, mas se comparado ao que vemos aqui no Brasil, tornam-se incríveis para nós.

1.Vi vendedores querendo te ajudar de verdade, às vezes mesmo sem saber falar uma palavra em nossa língua, usando gestos e fotos.

2.Vi atendentes trocando seu produto sem ter que dar explicações e sem precisar comprovar que você comprou naquela loja.

3.Vi devolução de dinheiro no caso de um produto ou serviço não utilizado, como uma capa de chuva e uma diária de estacionamento.

4.Vi promoções de verdade, chegando até 80% off, caso você tenha vários cupons de desconto.

5.Vi pessoas pedindo licença para cruzar o seu caminho antes de encostar em você e pedido desculpas se acabaram encostando.

6.Vi pessoas desejando “saúde” quando um estranho espirra.

7.Vi motoristas dando a vez. (Juro!)

8.Vi inúmeras pessoas te desejando um ótimo dia.

9.Vi ruas sem buracos, limpas e arborizadas.

10.Vi serviços públicos sendo executados à noite, e com aviso antecipado, para minimizar possíveis congestionamentos.

11.E o mais impressionante, foi ver meu irmão perdendo seu Iphone, e ao mobilizar a equipe do parque em que estava, recuperou o aparelho 30 minutos depois.

Os americanos não pedem as coisas no grito. Falam sempre com muita educação. As regras de boa convivência deles não estão anotadas em nenhum manual. Mesmo assim, todos seguem.

A comunicação não é o que você fala. É o que o outro entende. E eu entendi o recado dos norte-americanos. Tudo é questão de respeito.

-

Quer aprender mais sobre comunicação?


✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3


20/02/2019

Ricardo Boechat e o Rádio.

"O rádio tem que conversar com as pessoas. Tem que contar histórias, tem que permitir que elas sejam contadas. Tem que se igualar e se colocar junto das pessoas no seu dia a dia, no sentimento, que toque o coração das pessoas." Ricardo Boachart (1952-2019)

Entrevista completa:  Barões do Rádio Ep. 01: https://youtu.be/RZur6Yv-YYQ

Você também gosta de rádio?

✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3

15/02/2019

Audiência do Rádio Vai Superar a da TV.

O meio rádio é o que mais conseguiu se reinventar diante dos desafios impostos pela crescente inovação tecnológica verificada na telecomunicação. Mesmo assim, o radiodifusor hoje encontra, além da Televisão, uma série de concorrentes, a maioria localizada no segmento digital. E há quem pergunte: As pessoas ainda ouvem rádio? Com certeza, e os anunciantes e suas agências de comunicação estão atentos a isso. Confira a seguir os dados da pesquisa:

85% dos adultos ouvem Rádio. Esta é a constatação da pesquisa da Deloitte Global, empresa de auditoria e consultoria. Seu estudo prevê que a receita global de rádio chegará a US$ 40 bilhões em 2019, um aumento de 1% em relação a 2018. Além disso, a Deloitte prevê que o alcance semanal da rádio permanecerá quase onipresente este ano, com mais de 85% da população adulta ouvindo rádio - quase 3 bilhões de pessoas no mundo todo.

A Deloitte Global prevê que os adultos em todo o mundo ouvirão uma média de 90 minutos de rádio por dia, aproximadamente a mesma quantia de 2018. Ainda de acordo com a empresa, ao contrário de outras formas de mídia tradicional, o rádio continuará a ter um desempenho relativamente bom entre os mais jovem. Nos Estados Unidos, por exemplo, a empresa prevê que mais de 90% dos jovens de 18 a 34 anos ouçam rádio pelo menos uma vez por semana em 2019, e ouvirão, em média, mais de 80 minutos por dia. Em contraste, a audiência de TV entre os jovens de 18 a 34 anos, nos Estados Unidos, está caindo três vezes em relação a taxa de audição de rádio.

Nos índices atuais de declínio, de fato, os americanos de 18 a 34 anos provavelmente passarão mais tempo ouvindo rádio do que assistindo TV tradicional até 2025.

No âmbito da mídia tradicional, os jornais impressos estão presos a uma luta contínua por lucros – e, em alguns casos, até pela própria existência. E embora as receitas de anúncios de TV continuem a crescer, pelo menos um pouco, o declínio da audiência da TV entre os jovens – em vários países, caiu em cerca de 50% nos últimos seis a sete anos.

O rádio não tem essa crise existencial ou um precipício demográfico iminente. Em 2017, o rádio atraiu cerca de 6% dos gastos com publicidade global e, em 2019, provavelmente será de cerca de 6% novamente. Os anunciantes sabem que a publicidade no rádio precisa fazer parte de qualquer campanha.

Fonte: AcontecendoAqui.  (https://acontecendoaqui.com.br/comunicacao/um-alento-para-o-radiodifusor-audiencia-do-radio-vai-superar-da-tv)


Quer se especializar em locução?

✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3

13/02/2019

40 Dicas Para Radiojornalismo.

  1. Coloque-se no lugar do ouvinte. Descubra o que ele quer ouvir.
  2. Dê destaque para notícias locais. Use seu espaço como prestação de serviço a comunidade.
  3. Aproveite a rapidez do rádio para notícias imediatas, como: “está acontecendo”; “agora a pouco”; “acabamos de receber a informação”, etc...
  4. Prepare um roteiro completo do programa.
  5. Na hora de falar, a postura reta ajuda a passar a informação de forma mais clara.
  6. Gesticule quando falar, mesmo que você não apareça. Os gestos ajudam na comunicação verbal.
  7. Concentre-se no que vai ser lido.
  8. Transmita segurança na voz e passe credibilidade na leitura da informação. Evite gaguejar e titubear.
  9. Informe-se bem antes sobre o assunto a ser abordado.
  10. Marque as palavras que devem ser lidas com ênfase.
  11. Marque pausas da sua respiração.
  12. Assinale a pronúncia correta de nomes e lugares.
  13. Escreva números por extenso e arredonde quando possível. Por exemplo: altere de "978 pessoas" para "quase mil pessoas".
  14. Adapte o texto de jornal impresso e internet para o rádio, com frases curtas e diretas.
  15. Leia sem pressa.
  16. Interprete o texto.
  17. Seja natural. Conte a notícia como uma história.
  18. Respeite o tom da informação.
  19. Acredite no que está lendo.
  20. Cuide da dicção, articule bem as palavras, sem comer letras ou sílabas inteiras, nem deixar cair o tom de voz no final das frases.
  21. Dê um ritmo à leitura e varie este ritmo para não cansar o ouvinte.
  22. Fique a uma boa distância do microfone para evitar a saturação e distorção no áudio.
  23. Leia todos os textos antes de serem apresentados no ar.
  24. Antes de começar, prepare as trilhas e efeitos para “ilustrar’ a notícia.
  25. Imprima todos os textos e depois marque a hora que foi lido. 
  26. Use sempre um vocabulário simples, independente do seu perfil de público.
  27. Demonstre interesse e envolvimento pelo assunto. 
  28. Dê à sua fala um início, meio e fim.
  29. Tenha cuidado para não falar demais. Você pode acabar perdendo o foco.
  30. Fique sempre preparado para improvisar no caso de problemas técnicos.
  31. Tenha sempre um texto extra de apoio. Deixe sempre alguma coisa preparada para quando der um “branco”.
  32. Cheque as informações. 
  33. Tenha sempre certeza do que está falando.
  34. Cuidado quando emitir opinião para não depreciar uma empresa ou alguém. 
  35. Ouça sempre as duas partes envolvidas.
  36. Produza também documentários, contando histórias e entrevistando personalidades da sua cidade. 
  37. Faça parcerias com comentaristas esportivos e especialistas em política.
  38. Destaque a previsão do tempo e as condições de tráfego.
  39. Tenha sempre notícias extras a mais.
  40. Treine em voz alta.
DICA EXTRA: Uma lauda (1 página com texto Arial tamanho 12) é lida em torno de 3 minutos. Para um noticiário de 1 hora, por exemplo, são necessárias de cerca de 20 páginas de notícias.

FOTO: Manuel Costa Leal,  Rádio Nova, Portugal. 

QUER TRABALHAR EM RÁDIO?

✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3 

07/02/2019

"Parabéns a Você" Surgiu em um Concurso de Rádio.


Hoje, no Brasil, 400.000 pessoas estão aniversariando e cantando a música “Parabéns a Você” que foi criada em um Concurso de Rádio no Rio de Janeiro.

A história desta música começa nos Estados Unidos, em 1875. Duas professoras primárias resolveram compor uma quadrinha para seus alunos cantarem quando chegassem à escola, pela manhã. O resultado foi Good Morning To All (Bom dia para todos).

Em 1924, uma editora musical americana lançou um livro de partituras, pegou a melodia e rebatizou-a como Happy Birthday To You (Feliz aniversário para você).

Nove anos depois, a canção foi usada como tema de uma peça teatral na Broadway, em Nova York, intitulada Happy Birthday To You. Foi aí que a música se espalhou pelo mundo.

Aqui no Brasil ela era cantada em inglês mesmo. Até quem em 1942, um cantor e locutor chamado de Almirante, da Rádio Tupi do Rio de Janeiro, decidiu promover um concurso para escolher uma letra portuguesa para a melodia americana. Depois de 5.000 cartas enviadas a rádio, foi escolhida a composição de Bertha Celeste Homem de Mello, de Pindamonhangaba/SP, na época com 40 anos. Foi um sucesso tão grande que a música é cantada até hoje antes de soprar as velinhas, em todas as festas de aniversários do país.

Fonte: Superinteresante.


Gosta Muito de Rádio?

✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3

01/02/2019

A Rádio-Outdoor!


A união de duas mídias importantes só poderia ser uma obra criativa que está causando impacto em Santos, no litoral paulista.
Com criação da agência Samba mpw, e produção da exibidora General OOH, um outdoor especial bem no cruzamento das avenidas Francisco Glicério e Conselheiro Nébias, está reproduzindo a programação, em tempo real, da Rádio Tri FM.
A programação da rádio pode ser acompanhada pelo público de dentro e fora dos veículos e dos que aguardam seu ônibus no ponto ao lado da peça.
Os decibéis e o horário de funcionamento foram ajustados respeitando os limites impostos pela lei municipal.

Fonte: Eagora.


Quer ser um locutor de Rádio?

✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3

30/01/2019

Vídeo: Sua Voz é Sensual?


Estudo mostra qual o tipo de voz mais sensual para homens e mulheres - Fantástico - 14/07/13


Quer aprender a usar melhor a sua voz?

✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3

16/01/2019

10 Dicas Para Produzir Notícias no Rádio.


1: Lembre-se de quem está ouvindo.

Pense no público-alvo. Você precisa saber quem está em sintonia com a informação que você está oferecendo e o que eles precisam saber. Foque em notícias e informações que são relevantes para o público-alvo da sua rádio. Suas matérias principais não são necessariamente as maiores histórias, mas serão aquelas que têm o maior impacto sobre a vida de seu público-alvo. Essas histórias principais vão definir a proximidade da sua organização de notícia com esse público. A audiência irá ouvir as informações que podem usar. Suas matérias principais devem compor a dieta básica de informação que seus ouvintes devem saber. A escolha das notícias vai fortalecer a sua credibilidade como fornecedor de informações relevantes nas mentes da sua audiência. Colocar as notícias principais primeiro garante também que os ouvintes ouçam as notícias mais relevantes, mesmo quando não podem ouvir o boletim inteiro.


2: Variedade é o tempero da vida .

Ofereça uma mistura de informações. As notícias tendem a ser multicoloridas e multifacetadas, como a vida real é. Se você está cobrindo política, deve mostrar como as questões impactam a vida de seu público e não ficar preso a política por si só (a menos que esteja trabalhando para uma emissora de rádio muito específica.) Tente sempre incluir a voz das pessoas afetadas por qualquer que seja o que a matéria esteja destacando. Se você está cobrindo uma matéria de corrupção, é importante que fale com as vítimas e com o homem e a mulher na rua. Seu público terá uma ampla gama de interesses e preocupações, incluindo saúde, educação, empregos, casa, ciência e tecnologia, cultura, desenvolvimento social, esporte, etc. Na maioria das vezes, isso significa fornecer uma mistura de notícias, atualidade e outros elementos da informação. Ofereça uma mistura de notícias, atualidade e outros elementos de informação. 


3: Use um tom agradável.

Uma voz bem colocada é importante para garantir o retorno do público. Tente gravar alguns de seus boletins e ouvi-los. Você gostaria de acordar todos os dias ouvindo isso? Se não, faça algo a respeito. Áudio cria emoções. Uma voz atraente que chama a atenção do público é importante. A última coisa que você quer é uma voz irritante que faça as pessoas desligarem o rádio. Evite uma voz que toque a mesma melodia em cada frase, subindo e descendo de tom no final da frase, independentemente do que está sendo dito. E nunca dê a impressão de que você acha que sabe mais do que o público-alvo. Sempre há um ouvinte que sabe muito mais do que você.


4: O pequeno pode ser belo.

O grande não é necessariamente melhor. Um boletim de notícias de 7 minutos não vai ser melhor que um de 5 minutos se os 2 minutos a mais são feitos de material de encher linguiça ou se você não chegar ao ponto. Tente imaginar-se no lugar dos ouvintes e pensar nas pressões que eles podem sofrer. Provavelmente vão estar fazendo outras coisas enquanto escutam o programa. Você está pedindo o tempo deles. Tenha certeza de deixar claro o que compõe as três matérias principais e busque transmitir essas histórias com a maior clareza e afinação possível. É melhor ter um boletim curto que as pessoas possam se lembrar do que um boletim longo que deixa o público confuso ou, pior, faça-o mudar de estação. 


5: Diminua a velocidade, você não está em uma corrida.

Não se apresse. Tenha certeza que seu público pode compreender o que está dizendo. Ler muito rapidamente pode resultar em sua audiência não entender o que você está dizendo e não ser capaz de absorver as informações. Você acaba tornando-se barulho de fundo. Locutores de notícias muitas vezes leem rápido quando estão nervosos ou quando sabem que estão prestes a pronunciar um nome difícil. Se você sabe que há um nome estrangeiro no boletim, destaque-o e pratique até ter certeza. Em seguida, aborde-o lentamente, pausando e pronunciando claramente. Não se apresse. Tenha certeza que seu público consegue compreender o que está dizendo. 


6: Não sirva notícia velha.
Seu boletim é fresco, dinâmico e estimulante? Reescrever é essencial. Muitas pessoas vão ouvir vários boletins durante o dia. É importante que não recebam notícia velha que não foi reformulada. Se você não atualizar o boletim, seu público pode pensar que você não quer fazer o seu trabalho jornalístico corretamente ou é preguiçoso. Ao sair do estúdio depois de ler o último boletim, considere sentar e reescrever todas as principais notícias, refrescando os pontos-chave. Não basta colocar o boletim novamente e esperar que seja transmitido uma hora depois intocado e imutável. Se você tiver um boletim de notícias em cima da hora e notícias a cada meia hora, as manchetes não podem ser apenas versões mais curtas do boletim principal. Você vai ter que refazer os boletins e criar uma manchete forte que fale mais da história em poucas palavras. Você também pode querer usar o boletim de meia hora para adicionar matérias que não pôde ou não quis incluir no boletim principal. No entanto, se você escolher esse formato de apresentação, certifique-se de manter esse padrão para que o público saiba o que esperar. Não mude seu formato aleatoriamente pois isso irá confundir o seu público. A audiência confusa pode mudar de estação para uma emissora onde há menos confusão. Revigore, regrave e atualize o seu boletim durante o dia. 


7: Rádio é sobre sons, não apenas voz.

Segmentos de som são importantes. Um boletim de notícias se torna muito mais atraente para o público se você incluir trechos curtos de efeito. Isso pode ser um clipe de 5 ou 10 segundos de áudio de uma entrevista ou sons da cena do incidente. Tais segmentos podem tornar o seu boletim mais fácil de ouvir, mais direto, mais credível e mais interessante para o ouvinte. No entanto, todos os sons têm que ter uma razão editorial para estarem lá. Você não deve encher de clipes de som que distraem porque não se relacionam com o essencial da informação que você está entregando. Todos os segmentos de som em seu boletim devem ter uma razão editorial para estarem lá.


8: Conte uma história curta.

Escreva notícias como se estivesse contando a história a um amigo. Isto significa: frases curtas, simples e diretas. Lembre-se que, ao contrário de um jornal, o público não pode voltar e verificar o que você disse 10 segundos atrás. Você precisa ser claro, focado e memorável. Compor informações complexas em uma simples frase é uma habilidade. Não obscureça os fatos essenciais com palavreados.


9: Embalagem pequena e eficaz.

O boletim é uma compilação de histórias curtas mas poderosas. Isso torna muito mais fácil para as pessoas compreenderem as informações. Escrever para o rádio é uma das disciplinas mais difíceis do jornalismo. Frases longas e pesadas podem funcionar para a imprensa, mas não funcionam para as audiências de rádio. Lembre-se de sujeito, verbo, objeto. Não tente ser inteligente com as palavras. Use palavras que fazem mais sentido e podem ser entendidas por todos e apresente-as em frases curtas e claras. 


10: Mantenha credibilidade.

Se você está montando um boletim maior (por exemplo, 7 minutos ou mais), pode querer concluir o boletim com uma breve recapitulação das matérias principais. Isso pode ajudar o público a recordar as matérias principais e/ou outras informações relevantes. E você deve manter a credibilidade em todos os momentos; o seu boletim é apenas tão bom quanto as notícias que você compilou. Se você não acreditar no que escreve e no que diz , seu público também não vai acreditar; e mais, não vai respeitá-lo se difundir informações que qualquer pessoa com inteligência acima da média não engula. Certifique-se de descrever situações e acontecimentos com honestidade e sem sensacionalismo. Seu público vai saber quando você está exagerando e a sua credibilidade e integridade serão danificadas se o fizer.
Foto: Radio ABC Darwin / Austrália
Fonte: IJnet


Quer trabalhar com locução?

✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3

11/01/2019

Empresa Fatura R$ 1 Milhão Com Dublagem

Mabel Cezar (de pé) e Rayani Immediato (sentada) são as fundadoras da Sociedade Brasileira de Dublagem.

Com a popularidade dos serviços de streaming, este mercado tem demanda aquecida.

O fenômeno já foi detectado pela Netflix, pelas operadoras de TV por assinatura e em diversas pesquisas de mercado: mais da metade dos brasileiros abre mão do áudio original para assistir à sua programação predileta com dublagem.

Foi pensando em profissionalizar o mercado nacional e atender a essa demanda que as sócias Rayani Immediato, 27 anos, tradutora para dublagem, e Mabel Cezar, 42 anos, dubladora profissional desde 1996 (e a voz feminina das locuções da Rede Globo) fundaram a empresa, em 2016.

A iniciativa, baseada em São Paulo, é especializada na montagem de cursos — tanto online quanto presenciais —, com duração de dois a quatro meses, para capacitar interessados, uma vez que não existe formação universitária nessa área no país.

“Qualquer pessoa pode participar do curso, ainda que apenas atores profissionais possam trabalhar como dubladores”, diz Mabel.

Em 2018, a empresa faturou R$ 1 milhão e formou 400 profissionais. Já para 2019, a expectativa é formar mil dubladores, segundo Rayani.

Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios. 

E você, quer iniciar na Locução?


✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3

07/01/2019

Rádio ou Spotify?


A quantidade de pessoas que usam aplicativos de músicas cresceu consideravelmente depois do lançamento do app de músicas Spotify. A questão é: será que o rádio consegue sobreviver a esse tipo de aplicativo? A resposta é sim, aliás, não só consegue sobreviver como se manter firme no mercado como um dos veículos de comunicação mais ouvidos pela população.

Apesar de o app de músicas não ser um concorrente direto do rádio, essa plataforma também deve ser considerada nas pesquisas para avaliar o crescimento ou não do rádio na atualidade. Uma pesquisa da Nielsen, uma empresa de dados que realiza pesquisas com o objetivo de conhecer o comportamento dos consumidores.

A Nielsen realizou a pesquisa nos Estados Unidos e mostrou que, mesmo com todos os serviços de música streaming que as plataformas como a do Spotify oferece, o rádio não ficou abalada. De acordo com os dados aferidos, em 2001, 96% dos consumidores ouviam o rádio, pelo menos uma vez por semana. Em 2017, ou seja, ainda bastante recente, essa porcentagem baixou apenas para 93%. Um número muito bom considerando a quantidade opções que os consumidores têm hoje em dia quando o assunto é ouvir música.

Mesmo com toda a tecnologia que temos hoje em dia, o rádio continua sendo ouvido pelas pessoas. E há dois motivos muito relevantes para isso.

O primeiro deles é que o rádio conseguiu se adaptar às novas tecnologias, lançando sites e aplicativos. Assim, as pessoas podem ouvir no smartphone, em qualquer lugar, não importa onde estejam. O segundo motivo é simples e você já deve ter pensado nele: o rádio é o principal canal para descobrir músicas novas.

Você deve ter aquela playlist favorita para praticar exercícios ou para fazer o trajeto de ida e volta para o trabalho, mas, muitas vezes, você enjoa de ouví-la mesmo em modo aleatório. Assim, o rádio é um meio de comunicação muito bom para conhecer novas músicas. Você pode optar, por exemplo, por aquela rádio que tem mais a ver com o seu estilo.

Só no Brasil, de acordo com a pesquisa do Kantar Ibope Media, mais de 90% dos brasileiros ouvem o rádio e 93% diz que prefere ouvir música por esse meio aqui no país.

Fonte: RDR – Rádios de Resultado

Quer trabalhar em Rádio?

✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3