28/03/2019

Como Orçar Áudio?


>Você precisa saber:
 
Qual o tipo de locução a ser utilizado? Se será com voz masculina, jovem, se será um institucional, spot, chamada, vinheta, áudio para treinamento?

Qual o tempo da peça em segundos ou minutos?

Qual o tipo de mídia? Em Rádio, TV, internet, sistema de telefonia, loja, em evento público ou privado?

Qual praça de alcance da veiculação? Região metropolitana, interior, nacional?

Qual o tempo de utilização do áudio? Uma semana, 6 meses, 1 ano ou indefinido?

Qual a data de entrega e a forma de pagamento?


>Após aprovar o orçamento:
 
Anota-se dados cadastrais da empresa contratante para cobrança.

Monta-se o roteiro da gravação. Cliente deve mandar junto um “briefing”, que é uma lista de instruções sobre a intenção do roteiro. Deve constar o tipo de locução (suave, padrão, animada); observações relevantes ao texto; e ainda, se possível, uma gravação de referência (áudio produzido anteriormente ou áudio de um concorrente).


>Regravação:
 
Também conhecida por “refação”, é alteração da gravação. Se as alterações são em razão de entonação ou pronúncia do locutor, estas não tem custo adicional. Caso a refação ocorra por mudança de roteiro, pode ser cobrado mais 50% sobre o valor do cachê combinado.


>Entrega:
 
Os arquivos podem ser fornecidos no padrão: wav ou mp3. Com amostragem da mídia de 44.1 kHz ou 48 kHz. Arquivos em 44.1 kHz são para rádio e 48 kHz são para vídeo.



Quer Trabalhar com Áudio?


✅ CURSO DE LOCUÇÃO ONLINE:
https://bit.ly/2MrM9mu

✅ LIVRO DO RÁDIO:
https://bit.ly/2OBGqrx

✅ LIVRO DE ORATÓRIA:
https://bit.ly/2vIsLI3

Nenhum comentário:

Postar um comentário